Desembarques no fim do ano: confira 4 soluções para não ter prejuízos

A agenda não bateu e um desembarque está pra chegar no meio das suas férias? O seu estoque está cheio e não vai ter espaço para receber cargas no fim do ano?

Todo ano fazemos o planejamento de compras e organizamos as datas para encerrar o recebimento de cargas a partir da metade de dezembro, mas imprevistos acontecem e é possível que surja um desembarque no meio da ceia de natal. 

Por isso, queremos compartilhar algumas estratégias para essas adversidades não atrapalharem sua agenda de verão.

Reunimos algumas situações que percebemos quando chega o fim de ano. Veja as soluções que temos para você:

SITUAÇÃO 1

“Irei exportar e o gate para a entrega do contêiner cheio no porto só abrirá durante minhas férias”.

SOLUÇÃO: É possível fazer a gestão dessa armazenagem em outro local e entrega do contêiner no porto. É preciso saber com quem e como negociar para não ser necessário ceder a preços altos em cima da hora. Converse com um especialista para saber qual é a melhor opção!


SITUAÇÃO 2

“Importei uma carga que vai chegar no fim do ano, porém minha empresa já estará off”. 

SOLUÇÃO: Nesse momento, é preciso dar atenção ao freetime negociado porque podem ocorrer custos extras de demurrage. A solução é pensar nas alternativas de redução de custos para armazenagem e impedir taxas adicionais ao custo final. O nosso setor de inteligência logística utiliza a estratégia de antecipar a negociação de armazenagem no porto. A Royal Cargo oferece uma consultoria gratuita para seus clientes. Saiba mais por aqui!


SITUAÇÃO 3

“Vou precisar de tempo extra de armazenagem no porto porque minha empresa só voltará à ativa no fim de janeiro”.

SOLUÇÃO: Um profissional de inteligência logística pode auxiliar você na tomada de decisão de remoção (ou não) para um Recinto Alfandegado. É preciso analisar todas as opções para negociar de forma correta e não precisar ceder a preços altos em cima da hora. Podemos te ajudar por aqui!


SITUAÇÃO 4

“Tenho um tempo de utilização do contêiner, mas não sei se será suficiente para não gerar demurrage”.

SOLUÇÃO: Existe a possibilidade de pedir a desova do contêiner, mesmo antes da nacionalização. Na dúvida se vale a pena, consulte um departamento de inteligência logística para te auxiliar com os cálculos.

A Royal Cargo do Brasil se envolve em situações desse tipo para facilitar a sua vida. O departamento de Inteligência Logística estuda cada operação e identifica a solução necessária, com o objetivo de tornar cada processo mais eficiente e mais barato. Oferecemos a consultoria em Inteligência Logística como um serviço gratuito e adicional ao agenciamentos das suas cargas. 

Quer saber mais sobre isso e todos os benefícios que acompanham uma parceria Royal? Entre em contato com a gente por aqui!


Leia mais:

Comex em 2020: impactos da IMO 2020 e INCOTERM 2020.


Foto da autora do texto "Desembarques no fim do ano".

Escrito por: Dielly Werner
Graduada em Comércio Exterior e especialista em vendas. Com MBA em Marketing Estratégico Internacional, possuí competências em Vendas e Negociação. Durante sua carreira profissional, adquiriu experiência em soluções logísticas internacionais e nacionais para importar e exportar. Hoje, atua no setor de Inteligência Logística na Royal Cargo do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *