3 tecnologias que se tornaram vitais para o comércio exterior

Inovação é uma palavra-chave muito importante para o comércio exterior nos dias de hoje. 

Para se destacar no mercado, ou mesmo para se manter vivo nele, é preciso renovar os processos, otimizar a forma de trabalhar diariamente e melhorar a relação entre todos os atores desse cenário.

Com estes objetivos, a tecnologia tem se mostrado uma grande aliada, trazendo redução de custo, aumento de velocidade nos processos e visão mais clara dos negócios a partir de dados sólidos. Hoje, trazemos 3 das principais tecnologias que já são realidade e se tornarão cada vez mais presentes em nossa área. 

1. Inteligência artificial

Para quem acompanha nosso blog, sabe que gostamos muito deste assunto. Até porque nós mesmos da Royal Cargo possuímos nossa própria inteligência artificial, o Alan. A inteligência artificial é uma das consequências da transformação digital das empresas – impulsionada ainda mais pelo cenário de pandemia. 

Com a inteligência artificial, é possível automatizar operações, tornando-as mais rápidas, reduzindo os custos e, ainda, gerando uma maior precisão e segurança de dados. Essa ferramenta também é capaz de relacionar diferentes etapas da operação, trazendo otimização do processo como um todo.

2. Big Data e Business Intelligence

Em conjunto com a inteligência artificial andam o Big Data e Business Intelligence. Essas ferramentas reúnem e analisam dados trazendo insights seguros para a tomada de decisão assertiva. 

Dados são gerados aos milhões a cada instante, e eles são de vital importância para o comércio exterior. Aliando o Big Data na análise de dados ao Business Intelligence no controle e estabilização do negócio, será possível ir além dos meros números, tendo uma noção mais real do que há e do que pode ser feito para melhorar.

3. Blockchain

Rapidez nas transações financeiras não significa somente recebimento mais agilizado, mas também colabora para que todo o fluxo de negócios e transporte não seja interrompido por demoras de pagamentos ou erros. 

O Blockchain entra no comex para que as transações financeiras não necessitem mais de um servidor central em uma instituição bancária para acontecerem. A burocracia se torna muito menor nas transações entre países, com total transparência de dados de cada ato realizado durante a transação. Além disso, tem um alto nível de segurança, extremamente necessário quando falamos de negociações internacionais. 

Não é mais possível ignorar as inovações tecnológicas, pensando que são apenas tendências e será possível fazer para sempre as coisas da velha forma de trabalhar. Pensar assim é um risco de perdas financeiras e de parar no tempo. Inovar é preciso!

 

LEIA MAIS:

Entenda a revolução da inteligência artificial no Comex

5 benefícios que a logística integrada traz para seu negócio

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *