Como os portos se planejam para receber sua carga?

A principal função de um porto é servir de elo entre as cadeias de transporte e por isso é importante saber como os portos se planejam para receber sua carga. A logística portuária é tida como complexa, pois envolve órgãos regulamentares que aplicam muitas exigências com relação às cargas e essa burocracia pode refletir nos prazos e também nos custos das operações.

Os portos são destinados para a atracação de barcos ou navios e, com o planejamento correto, é possível conseguir boas taxas e prazos para suas cargas.

Etapas de importação dentro do Porto

Antes de falar sobre logística portuária, é importante salientar que o porto é a instituição que controla os terminais portuários, e ele é uma autarquia regida pela Federação. Ou seja, o porto é o local, e terminal é onde são operadas as funções neste local. Vamos explicar neste artigo como funciona o caminho de um contêiner.

Planejamento do navio

A escala dos navios é semanal ou quinzenal e faz parte de um serviço, que é a rota dos portos por onde o navio passa. Então a cada semana ou quinzena o navio tem a sua janela para atracação, que consiste no intervalo de tempo em que pode atracar no Terminal.

Quando o navio chega ao terminal

Quem define o local no cais onde encosta o navio são os planejadores de navio. Toda embarcação possui um plano de operações, que contempla o número de colaboradores e equipamentos.

Vale salientar que o acesso ao navio é proibido para qualquer pessoa que não esteja ligada à operação, porém caso necessário, deve ser solicitado ao comandante.

Desembarque do Contêiner

É feito por guindastes, que aumentam a produtividade e otimizam o tempo que o navio vai permanecer atracado no Terminal.  Este processo deve ser realizado com respeito às normas de segurança dos operadores e dos equipamentos e, em média, cada contêiner demora cerca de um minuto para ser movimentado.Após o término das operações de embarque e descarga, o navio está pronto para seguir viagem para o próximo porto de destino

Posicionamento do Contêiner

O Veículo portuário (TT), uma carreta reforçada, é responsável pela movimentação dos contêineres entre o cais e as pilhas. Ele tem capacidade de suportar cargas com até 40 toneladas e, após receber o contêiner, leva para a localização já definida pela equipe de planejamento do Porto com antecedência.

Inspeções

A inspeção acontece em uma área destinada exclusivamente ao atendimento das demandas desses órgãos, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Agência Nacional de Vigilância Sanitária(Anvisa) e Receita Federal. 

Liberação do contêiner

O departamento de comércio exterior que atua dentro do porto é responsável por analisar a solicitação e documentação que é entregue. Estes documentos são necessários para a liberação das cargas de importação que foram desembaraçadas.

Carregamento

Para a retirada do contêiner, a unidade deve estar liberada. Na importação, a verificação é feita com os setores de Faturamento e Comex e, liberado por ambos os setores, o agendamento é feito em janelas de duas horas.

Entrega e devolução do contêiner vazio

Após a saída do terminal, a mercadoria segue por rodovia até o armazém direcionado ou para a planta do cliente, porém o processo só termina com a entrega do contêiner vazio no terminal direcionado pelo armador.  Após a devolução, a transportadora recebe a Minuta de Devolução que confirma o encerramento do processo de movimentação do contêiner.

Planejamento é fundamental no processo de importação e exportação

Como você pode perceber, o planejamento e conhecimento de todo o processo é o que fará a diferença para um bom transporte, em menos tempo e menor custo. Estudar como funciona e ouvir especialistas vai te ajudar a melhorar o transporte.

No último episódio do podcast Teus & Tons recebemos especialistas para abordar o tema: Como os portos se planejam para receber a sua carga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *