Guia de exportação para micro e pequenas empresas

2021 está sendo um ano de grande crescimento nas importações e exportações no Brasil. 

De acordo com a Agência Brasil, 2020 teve um total de US$209,921 bilhões em exportação. Tudo isso em meio a pandemia da Covid-19. O Brasil exportou menos, pois o consumo mundial caiu e também passou a comprar menos do exterior por causa da alta de quase 30% do dólar no ano passado. 

Porém, os números de 2021 já mostram projeções otimistas. Segundo a Associação de Comércio Exterior do Brasil, está previsto um aumento de 27,1% no volume de importações, um valor de US$202,051 bilhões. Para as exportações, a entidade prevê que devem chegar aos US$270,051 bilhões, superando o recorde de US$256,041 bilhões de 2011,

As pequenas e micro empresas estão dentro destas estatísticas. Diante do desafio da crise econômica gerada pela pandemia, buscaram alternativas para ampliar o faturamento em diferentes segmentos de negócios. De acordo com o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), dos 22 mil empreendimentos exportadores no Brasil, 40% têm porte micro ou pequeno.

Entre os pequenos, há bastante espaço para o crescimento das exportações e importações. Entretanto, para ingressar no competitivo mercado externo, esses negócios precisam se capacitar, tanto para superar a burocracia que envolve o processo, quanto para identificar oportunidades e atender às exigências dos importadores.

Nós já trouxemos aqui no blog um tema abordando a Licença de Importação para mercadorias do exterior, onde explicamos o que o produto precisa para embarcar no país estrangeiro. Hoje vamos trazer o passo a passo para realizar uma exportação dentro dos trâmites legais.

Para entrar ao mercado internacional

Um dos grandes incentivos para começar a exportar é a taxação de impostos, menor que no Brasil. Para começar, a sua empresa precisa estar dentro da legalidade e habilitada no Portal Siscomex, assim a Receita Federal pode acompanhar como a empresa está dentro do Comércio Internacional.

Reúna todos os documentos necessários

É importante que a sua empresa não tenha pendência fiscal, assim será mais fácil obter todos os documentos necessários. A lista de documentos é bastante longa e é de extrema importância para que a exportação ocorra de acordo com os trâmites aduaneiros. 

Principais documentações:

  • Cadastro como exportadora no RADAR/Siscomex;
  • Registro de intenção de compra por parte do importador;
  • Modelos de fatura pró-forma;
  • Documentos do contrato de exportação;
  • Contrato de câmbio.

Esteja atento sobre a cultura de importação do país de destino

É preciso saber quais as precauções a se tomar para que a carga seja admitida no país sem qualquer problema, elaborando uma estratégia de exportação. É através desta etapa que você vai conhecer os custos envolvidos no processo de exportação, assim como definir qual a melhor rota e modal de transporte para que a sua carga chegue com segurança e dentro do prazo estipulado.

É essencial entender regras como o INCOTERM 2020

Para não ter surpresas, leia o nosso artigo específico sobre o INCOTERM 2020 e o IMO 2020, para você entender as novas regras.

Conheça os incentivos fiscais

Há mercadorias que se enquadram na classificação drawback, onde possuem isenção de tributos aduaneiros e impostos como IPI e ICMS, o que pode representar uma redução significativa dos custos de exportação. Antes de iniciar o processo de exportação, você precisa conhecer bem este termo.

Identifique o mercado

É preciso conhecer o mercado que você está enviando seus produtos. Através da Apex Brasil é possível ter uma noção sobre isso, basta acessar este link e fazer a pesquisa.

Acompanhe a carga

Mesmo após ter recebido a confirmação de embarque, é muito importante realizar o follow-up e seguir acompanhando a carga. Assim você estará seguro de que o seu produto chegará ao destino final. Uma dica importante: se houver algum problema durante esta etapa, você poderá acionar o seguro Internacional da carga, providenciar a documentação necessária para liberação alfandegária e informar o cliente sobre a situação. 

Para que esta etapa seja ainda mais assertiva, a Royal Cargo do Brasil conta com o Portal Web, uma plataforma que possui algumas funções como o de solicitar cotações em tempo real e fazer acompanhamento de carga 24h por dia.

Este guia de exportação é o seu check list. Através dele você consegue ver que é possível levar seu produto para outros países.

Quer saber mais? Entre em contato com a gente e comece a exportar seus produtos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *