top of page

Entenda o que é preciso para cotar seus embarques com um Agente de Cargas

O embarque de cargas muitas vezes pode parecer burocrático e complicado. Pensando nisso, a Royal Cargo atua trazendo soluções logísticas e prestando serviços de agenciamento de cargas com dinamismo e de acordo com as necessidades dos clientes.


Nosso trabalho é otimizar o tempo do cliente e facilitar o dia a dia para que ele possa se preocupar com sua atividade final. Nesse sentido, para que possamos economizar seu tempo e sermos mais assertivos, é importante que o cliente possua as informações necessárias para que possamos acelerar o seu processo de importação e exportação.

Muitas vezes, a falta de informações acaba por dificultar o trâmite trazendo prejuízos desnecessários para o cliente.

Por conta disto, e para facilitar o trabalho de todos os envolvidos no processo, abaixo segue algumas dicas de como solicitar as cotações para nossa equipe:

FCL (Container Full)

O FCL é o serviço usado quando o importador ou exportador do produto preencherá a totalidade do espaço do contêiner. Full Container Load (contêiner totalmente carregado).

Ou seja, toda a carga transportada dentro daquele contêiner será usada por um único consignatário. também é possível que a empresa não possua carga suficiente para preencher todo o contêiner, mas a contratação do modelo FCL irá proporcionar economia.

Para uma cotação FCL é importante informar:

  1. Incoterm

  2. Porto de Embarque

  3. Porto de Descarga

  4. Equipamento (quantos e que tipo de Container?)

  5. Mercadoria

  6. Valor da mercadoria

  7. Frete (se tiver target)

  8. Free Time: (se houver necessidades específicas)

  9. Validade Necessária

  10. Observações Gerais

LCL

Já o LCL significa Less Container Load (menos do que uma carga de contêiner). Ele acontece quando o exportador ou importador não possui a carga necessária para preencher totalmente um contêiner. Com isso, várias empresas acabam compartilhando um mesmo contêiner, melhorando a margem de custo do frete marítimo.

Esse modelo é interessante pois possibilita que a empresa pague apenas pelo espaço usado dentro do contêiner ao invés de pagar pelo seu uso total.

Nesse caso, as informações importantes são:

  1. Incoterm

  2. Porto de Embarque

  3. ​Porto de Descarga

  4. Peso

  5. Cubagem

  6. Qtd Volumes

  7. Mercadoria

  8. Valor da mercadoria

  9. Frete (se tiver target)

  10. Validade Necessária

  11. Observações Gerais

​Aéreo

  1. Incoterm

  2. Aeroporto de Origem

  3. Aeroporto de Destino

  4. Peso Bruto

  5. Cubagem

  6. Quantidade de Volumes

  7. Dimensões

  8. Mercadoria

  9. Valor da mercadoria

  10. Validade Necessária

  11. Observações Gerais

A partir dessas informações, a comunicação entre você e a Royal Cargo fica mais simples e dinâmica. Essas são as informações necessárias para que o embarque de cargas aconteça, mas é importante lembrar que, quanto mais informações você dispõe, mais ágil será o processo.

Por exemplo, para negociações mais específicas é interessante incluir também o volume envolvido (quantidade de ctnrs), frequência semanal (se tiver volume) e o peso da carga.​

Sabia que a Royal Cargo possui um serviço de cotação em tempo real disponível? Por lá, você pode realizar cotações em segundos e garantir a sua pré-reserva totalmente online. Para acessar clique aqui.

ความคิดเห็น


bottom of page